10 comentários sobre “Memórias. Final

    • Merci, merci. Olha, algumas referências a músicas ficaram em fonte média, outras em fonte pequena. Mas desencanei de arrumar (tira todo o resto da formatação). Ou seja, podia ser melhorrrrrrrrrrrrrrrr….

      Hahaha.

      Não, está como deveria ficar. Estou satisfeito. Estou satisfeito. Tanto que ainda estou atordoado com o que farei agora. Embora esteja tudo muito claro, hehe.

  1. Oi Fernando, gostei das suas “Memórias”. Fez pensar nas minhas. Parabéns pela coragem de compartilhá-las. Abraços, Patricia

    • Olá, Patrícia.

      Obrigado.

      Esses atos de regressão e autoanálise, essa análise retrospectiva, são sempre necessários para o sujeito se conhecer, tendo portanto mais poder sobre seu destino.

      E, claro, tem a nostalgia…

      Abraços.

  2. Seu pedido nao foi atendido e uma feminista ouviu, ou melhor, leu cada palavra tua. Mas nao se preocupe, nao lhe darei uma bronca por achar como as mulheres devem ser, mas o faria se tivesse alguma intimidade contigo.
    Cheguei aqui enquanto procurava algumas coisas sobre a maldade do ser humano, a fim de descobrir se ela é inata ou aprendida, e encontrei essa sua auto-analise. Eu adorei, voce escreve muito bem! Fiquei tão entusiasmada para ler tudo que minha produtividade no restaurante da minha mae (que é onde trabalho) caiu bastante, porque toda hora eu parava pra ler mais uma parte das suas ” memorias”. Gostei muito daqui, provavelmente voltarei mais vezes ao teu blog.
    *Desculpa pelo texto enorme

    • Oi Iza.

      Obrigado pelas palavras, e pela bronca.

      Na real, as minhas prescrições de gênero foram bem tendenciosas, porque nessa época eu estava um pouco apaixonado, e quando alguém fica apaixonado passa a reduzir toda a espécie ao espécime particular…

      Acho que tenho mais alguma coisa sobre a maldade por aí. Acho que tem um “sobre a maldade”.

      Na real, meus posts foram ficando meio obscuros com o tempo, sei lá por quê. Eu tenho que voltar a falar de peixinhos.

      beijos e keep coming.

      P.S.: eu acho que é as duas coisas, um pouco inato, um pouco aprendido. Assim como as mulh…

      • Foi exatamente pelo “sobre a maldade,um” que cheguei ao seu blog. E eu ainda nao cheguei a uma conclusao pra minha pergunta, só aumentei minha fobia social pensando na maldade, mas de qualquer forma, obrigada por ter dado sua opiniao.
        Ah! E continue com os posts obscuros, falar de peixinhos é para os fracos.

        Até mais! o/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s